Pesquisar
Close this search box.

No Centro-Oeste a soja não muda

No Mato Grosso seguem os preços divididos

No mercado da soja do estado do Mato Grosso do Sul os preços marcaram queda, e os negócios negócios seguem lentos, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Mercado se aproxima do feriado em dia de altas expressivas motivadas por Chicago, mas sem negócios para embasar a valorização. Produtor se ajeita para finalizar o ano comercial e segue com foco muito direcionado para o campo”, comenta.

“Todos os preços marcaram alta de R$ 2,00/saca – em Dourados os preços foram cotados
a R$ 131,00. Em Maracaju o preço foi a R$ 130,00. Em Sidrolândia o preço foi de R$ 130,00 em manutenção. Em Campo Grande o preço foi de R$ 131,00 e em Chapadão do Sul o preço foi a R$ 130,00”, completa.

No Mato Grosso seguem os preços divididos e a dinâmica dos negócios não se modifica. “Regiões de Mato Grosso marcam dia de baixas e altas pouco expressivas e negociações
da mão para a boca, produtor busca negociações para 2024, mas mesmo esses volumes não tem encontrado ofertas satisfatórias. Com o produtor continuando com movimentações bastante amenas o foco na plantação e no milho pesa e com isso se vê poucos resultados no mercado”, indica.

“O mercado do dia foi bem dividido, com isso – Campo Verde a R$ 123,00 com alta de R$ 0,40/saca. Lucas do Rio Verde a R$ 119,00 com queda de R$ 1,00/saca. Nova Mutum a R$ 119,50 com baixa de R$ 1,00/saca. Primavera a R$ 123,50 com alta de R$ 0,60/saca. Rondonópolis a R$ 125,73, com alta de R$ 0,83/saca. Sorriso, por fim, a R$ 118,70 com baixa de R$ 0,90/saca”, conclui.

Fonte: Agrolink

Picture of AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email