Pesquisar
Close this search box.

MT: custo de cultivo de milho sobe

Fertilizantes e corretivos apresentaram o maior destaque (+4,67%) entre os outros insumos

Foram divulgados na última semana os custos de produção para o milho de alta tecnologia da safra 21/22 em Mato Grosso referentes a outubro. Assim, de acordo com o relatório do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), foi observado que o custeio apresentou um reajuste de 3,24% entre outubro e setembro, ficando cotado a R$ 2.236,34/ha, com os fertilizantes e corretivos apresentando o maior destaque (+4,67%) entre os outros insumos.

Essa valorização nos fertilizantes foi impulsionada principalmente pelos macronutrientes, com destaque para o MAP (fertilizante formulado), que em outubro registrou a cotação mais alta da série histórica do Instituto, em função da baixa disponibilidade mundial, atrelada também à valorização do dólar em 5,69% no mês de out/21 ante set/21.

Com isso, o Instituto registra a 10° alta consecutiva no custeio para safra 21/22, sendo os fertilizantes e corretivos o maior representante nas despesas com o custeio do produtor matogrossense : 47,51% (estimativa para safra 21/22) contra 42,32% da safra anterior (20/21).

Fonte: Agrolink

AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email