Pesquisar
Close this search box.

Mapa Bilateral de comércio com a China é liberado

“O Mapa Bilateral contribui para suprir lacunas de conhecimento mútuo”

Em 2023, o comércio entre Brasil e China atingiu US$ 157,5 bilhões, com potencial de crescimento futuro, conforme estudo da ApexBrasil. O Mapa Bilateral de Comércio e Investimentos Brasil-China identifica 400 oportunidades comerciais para exportações brasileiras, somando mais de US$ 800 bilhões, incluindo setores de maior valor agregado. O Mapa também traz dados macroeconômicos e análises sobre as tendências de comércio e investimentos, servindo como ferramenta para estratégias e decisões na relação entre os dois países, segundo Gustavo Ribeiro, coordenador da ApexBrasil.

“O Mapa Bilateral contribui para suprir lacunas de conhecimento mútuo, ao reunir informações macroeconômicas e análises estruturais sobre o comércio e os investimentos bilaterais. Serve como um instrumento para formulação de estratégias e tomada de decisões na relação entre dois relevantes parceiros”, afirmou.

Este ano, Brasil e China celebram 50 anos de relações diplomáticas, destacando uma relação madura entre as maiores economias do Sul Global. O Brasil é o maior parceiro comercial da China na América Latina, enquanto a China é a maior parceira comercial do Brasil no mundo. O comércio bilateral cresceu de US$ 6,6 bilhões em 2003 para US$ 157,5 bilhões em 2023, com exportações brasileiras atingindo US$ 104,3 bilhões, três vezes mais do que para os Estados Unidos.

A China é uma importante fonte de divisas para o Brasil, contribuindo com mais da metade do superávit comercial brasileiro. Contudo, a pauta de exportação brasileira para a China é concentrada, com 75,1% das exportações em três grupos de produtos, principalmente commodities de menor sofisticação tecnológica.

 

Fonte: Agrolink.

Picture of AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email