Pesquisar
Close this search box.

Citros/Cepea: Clima desfavorável e greening resultam em menor colheita desde 88/89

Queda é de 24,4% na produção frente à safra passada

Ainda que agentes do setor citrícola nacional consultados pelo Cepea já esperassem menor colheita de laranjas na safra 2024/25, a expressiva queda de 24,4% na produção frente à temporada anterior, apontada neste mês pelo Fundecitrus (Fundo de Defesa da Citricultura), surpreendeu. Segundo o Fundo, o polo produtor de São Paulo e Triângulo Mineiro deve colher 232,38 milhões de caixas, sendo esta a menor produção desde 1988/89. A expressiva redução se deve ao clima desfavorável – altas temperaturas e déficit hídrico – e à maior incidência de HLB (greening) nos pomares. Diante da baixa oferta de frutas em 2024/25, cálculos do Hortifrúti/Cepea indicam que, ao fim da safra (em junho de 2025), os estoques de suco de laranja nas processadoras brasileiras podem zerar, mesmo considerando-se uma redução no volume exportado ao longo da temporada e uma provável diminuição da participação do mercado de mesa. Pesquisadores do Cepea ressaltam que, caso este cenário se confirme, o abastecimento global de suco de laranja estará comprometido, até mesmo porque o Brasil não tem concorrentes com produção relevante o suficiente para compensar o déficit na oferta nacional. Como o mercado de laranjas para a indústria já vinha sinalizando um cenário de oferta inferior à demanda neste ano, levantamento do Cepea mostra que os preços no spot e para os novos contratos para 2024/25 operam, desde o início de 2024, em patamares recordes reais no Brasil.

 

Fonte: Notícias Agrícolas.

Picture of AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email