Pesquisar
Close this search box.

Chuvas são esperadas em todo o Brasil

Possibilidade de granizo no sul

Para esta sexta-feira (24/02) são esperadas chuvas em todas as cinco regiões do país. Parte dessas instabilidades são reforçadas pelos corredores de umidade, áreas de baixa pressão e o calor típico da época do ano.

Essas chuvas devem avançar até mesmo em áreas do extremo sul do Brasil. Já em áreas entre o Paraná e Mato Grosso do Sul, há condições para o registro de granizo.

Ao mesmo tempo, a massa de ar seco que atua na região nordeste segue impedindo a chegada de umidade e a formação das nuvens carregadas em áreas da Bahia o que vem limitando o potencial produtivo de algumas lavouras.

Por outro lado, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) vem marcando presença na faixa norte do território Brasileiro, elevando o potencial e a frequência das chuvas.
Veja a previsão por região:

Norte

A tendência para esta sexta é de que as chuvas ganhem mais espaço sobre a região norte. Inclusive na faixa central da região. Contudo, haverá uma maior irregularidade das chuvas sobre o Tocantins, Acre e Rondônia. Ao passo que a ZCIT garante as condições de chuvas sobre o norte do Pará e Amapá. De maneira geral, faz calor em todos os setores e com a maior quantidade de umidade no ar, a sensação é de abafamento.

Nordeste

Com a predominância de massa de ar seco em áreas da Bahia, a sexta-feira apresenta um tempo estável. Essa condição tem afetado as lavouras de milho e feijão na região, reduzindo o potencial produtivo. No entanto, na faixa norte, a Zona de Convergência Intertropical deve exercer maior influência, aumentando a frequência e intensidade das chuvas nos próximos dias. E nesta sexta, são esperados volumes acima de 30 mm sobre o norte do Maranhão e Piauí, com a expansão das instabilidades até o leste da Paraíba.

Centro-Oeste

O avanço de uma área de baixa pressão no Paraguai, vai reforçar as chuvas sobre o Mato Grosso do Sul. Essas instabilidades podem ser localmente fortes, ocorrendo já na madrugada desta sexta. Há indicativos para queda de granizo, vendavais e chuvas intensas em curtos períodos de tempo. Ao longo de sexta, os registros devem superar a marca dos 30 mm nas imediações e de Iguatemi. Também existem condições de chuva sobre todo estado de Goiás e Mato Grosso, mas com uma maior irregularidade nos volumes.

Sudeste

O corredor de umidade permanece na região, mantendo a sexta-feira nublada com chances de chuvas a qualquer momento nos setores da metade sul. Contudo, seguindo a tendência dos últimos dias, é durante a tarde que as nuvens pesadas se intensificam, ocasionando temporais fortes e localizados. Apesar das precipitações na metade sul, o norte de Minas Gerais tem enfrentado um período mais seco, afetando as plantações de Milho e Feijão. Essa situação é agravada pelas altas temperaturas, que aceleram a evaporação da água do solo das plantas.

Sul

As instabilidades ganham força sobre a região sul, com indicativos de volumes de até 30 mm de maneira uniforme. No entanto, essas chuvas mais frequentes estão prejudicando as plantações em algumas áreas do Paraná. Além disso, os índices de instabilidade indicam a possibilidade de queda de granizo, especialmente no Paraná. Nesta sexta-feira, chama a atenção o volume expressivo de chuvas que pode ocorrer no norte de Santa Catarina, com previsão de até 40 mm nas proximidades de Joinville. As nuvens carregadas seguem em direção ao sul do Rio Grande do Sul, mas com potencial reduzido de chuvas.

Fonte: Agrolink

AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email