Pesquisar
Close this search box.

China abre mercado para amendoim do Brasil

A abertura do mercado chinês para o amendoim brasileiro faz parte de um pacote

A Administração Geral das Alfândegas da China (GACC) autorizou recentemente 47 empresas brasileiras de amendoim a exportar o produto para a China. Nesse contexto, a China é o maior consumidor mundial de amendoim, importando mais de US$ 800 milhões em amendoim anualmente. De janeiro a maio de 2022, importou 273.539 toneladas.

A abertura do mercado chinês para o amendoim brasileiro faz parte de um pacote lucrativo alcançado nas negociações bilaterais deste ano. Além do amendoim, as negociações de exportação de gergelim e sorgo brasileiro devem ser concluídas este ano. Também foram concluídas as negociações para a exportação de farelo e proteína de soja, além de polpa cítrica, que poderá ser exportada em poucas semanas.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil (MAPA) também está trabalhando para autorizar a venda de uvas para o mercado chinês, além de ração para aves e suínos. Com a abertura do mercado chinês para o amendoim brasileiro, o Brasil chegou a 43 novos mercados abertos para produtos agrícolas até setembro deste ano.

Desde 2019, o número de mercados abertos chegou a 229, em um total de 54 países, sendo 26 asiáticos, 19 americanos, oito africanos e um na Oceania. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Amendoim e Doces, em 2021 o Brasil exportou cerca de 2.566.000 toneladas de amendoim, no valor de US$ 330,5 milhões. O Brasil exporta, segundo as informações recentes, principalmente para a Europa. As informações foram divulgadas recentemente pelo portal internacional The Macau News.

Fonte: Agrolink

AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email