Pesquisar
Close this search box.

Chicago “olha” para o clima e rebaixa soja

“O relatório do USDA desta sexta-feira reverteu as expectativas”

Na Bolsa de Chicago,a soja fechou em baixa com mercado olhando para o clima e não os dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). “O contrato de soja para setembro23 fechou em baixa de -1,09 % ou $ -14,75 cents/bushel a $ 1337,25”, comenta.

“A cotação de novembro23, a principal data negociada nos EUA, fechou em baixa de -0,82 %, ou $ -10,75 cents/bushel a $ 1307,50. A cotação de maio24 fechou em baixa de -0,77 % ou $ -10,25 cents/bushel a $ 1325,00. O contrato de farelo de soja para setembro fechou em baixa de -1,13 % ou $ -4,7 ton curta a $ 410,3 e o contrato de óleo de soja para setembro fechou em baixa de -0,08 % ou $ -0,05/libra-peso a $ 64,13”, completa.

Apesar de dados de produção nos Estados Unidos, que vieram abaixo da expectativa do mercado, a oleaginosa fechou em queda com o mercado de olho no clima. “Com isso, as Chuvas registradas em Minnesota, Iowa e Illinois, que trouxeram alívio a três dos principais estados produtores de soja dos EUA e a melhora no grau de déficit hídrico, passando dem 51% para 43%, indicada pelo USDA no dia anterior pressionaram a cotação. Com isso a soja grão fechou a semana em baixa de -3,59% ou $ -49,75 cents/bushel, o farelo recuou -2,91% ou $ – 12,30 ton curta e o óleo de soja caiu -1,93% ou $-1,26/libra-peso. Todos com cotação para setembro23”, indica.

“O relatório do USDA desta sexta-feira reverteu as expectativas da tendência dos preços da soja para cima, ao registrar estoques menores do que o esperado e do que o mês anterior. Mas, esta provável alta não será muito elevada, então, nosso conselho é aproveitar qualquer elevação das cotações da soja em Chicago para fixar preço”, conclui.

Fonte; Agrolink

Picture of AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email