Pesquisar
Close this search box.

Centro-Oeste segue dividido com a soja

Mai acima, no Matopiba, apenas Balsas se valoriza

O estado do Mato Grosso do Sul registrou, para a soja, baixas de até R$ 3,00/saca, com mercado no negativo, segundo informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Desvalorizações por todo o Estado, causadas em especial pelas perdas do câmbio. Diferente de sexta-feira, quando mercado reagiu bem as altas de câmbio e um escoamento expressivo foi efetuado, hoje o mercado esteve de ressaca, as quedas do câmbio atingiram os preços em cheio e nada foi efetuado em negócio”, comenta.

“Vamos aos valores de soja: Dourados e Campo Grande se desvalorizaram em R$ 3,00/saca, indo a R$ 175,00. Maracaju se desvalorizou em R$ 3,00/saca e foi a R$ 175,00. Sidrolândia se desvalorizou também em R$ 3,00/saca, indo a R$ 173,00. Chapadão do Sul, por fim, foi a R$ 173,00 após baixa também igual em R$ 3,00/saca”, completa.

Enquanto isso, o Mato Grosso teve dia predominantemente de altas. “Os últimos dados trazidos para este Estado com os valores que serão vistos abaixo e na tabela ao lado. Esse mercado foi predominantemente positivo, com a maioria das posições subindo”, indica.

“Vamos aos preços: Campo Verde a R$ 165,30 queda de R$ 1,70/saca. Lucas do Rio Verde a R$ 167,00, alta de R$ 4,80/saca. Nova Mutum a R$ 168,60, alta de R$ 3,60/saca. Primavera do Leste a R$ 170,60, alta de R$ 3,30/saca. Rondonópolis, por sua vez, a R$ 172,00, alta de R$ 2,00/saca. Sorriso, por fim, a R$ 168,80, marcando alta de R$ 5,10/saca”, informa.

Mai acima, no Matopiba, apenas Balsas se valoriza. “Região de Balsas no Maranhão traz novas cotações marcando valorização de R$ 3,00/saca, o que levou o preço a R$ 170,00, ainda assim, não se recuperando das quedas de R$ 15,00/saca nos 3 dias anteriores. O Porto Franco-MA manteve-se a R$ 167,00. Porto Nacional-TO, por sua vez teve seu preço mantido a R$ 164,90”, conclui.

Fonte: Agrolink

AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email