Pesquisar
Close this search box.

Café deve atingir 48,1 milhões de sacas de 60 kg

Em 2021 a bienalidade negativa, resultou em uma retração expressiva da produção

A estimativa da produção brasileira de café para 2021, divulgada pelo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do IBGE, aponta que considerando as duas espécies, arábica e canephora, a safra de café deve ser de 2,9 milhões de toneladas, ou 48,1 milhões de sacas de 60 kg, declínios de 1,6% em relação ao mês anterior e de 22,5% em relação ao ano anterior. O rendimento médio, de 1.582 kg/ha, por sua vez, caiu 1,4% em relação ao mês anterior, declinando 19,6% no comparativo anual.

Para o café arábica, a produção estimada foi de 2,0 milhões de toneladas, com queda de 3,1% frente ao mês anterior, e declínio de 31,8% em relação a 2020. Minas Gerais é o maior produtor de café arábica, devendo responder, em 2021, por 68,7% da produção brasileira. Em 2021, a safra de arábica é de bienalidade negativa, o que resultou em uma retração expressiva da produção.

Para o café canephora, mais conhecido como conillon, a estimativa da produção foi de 935,1 mil toneladas, ou 15,6 milhões de sacas de 60 kg, crescimentos de 8,0% em relação à 2020. O rendimento médio, de 2 378 kg/ha, apresenta crescimento de 7,7% no mesmo comparativo. No Espírito Santo, maior produtor brasileiro, com cerca de 66,1% da produção total em 2021, a estimativa encontra-se em 618,3 mil toneladas ou 10,3 milhões de sacas de 60 kg, crescimento de 10,0% em relação ao ano anterior.

Fonte: Agrolink

Picture of AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email