Pesquisar
Close this search box.

Agosto terá pouca ocorrência de chuva, diz Inmet

Os locais com menor índice de chuvas são no interior da Região Nordeste e parte das Regiões Centro-Oeste e Sudeste

Segundo o boletim meteorológico divulgado nesta quinta-feira (4) pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o mês de agosto será marcado pela ocorrência de poucas chuvas em boa parte do país. Os locais com menor índice de chuvas são no interior da Região Nordeste e parte das Regiões Centro-Oeste e Sudeste.

Ainda conforme divulgado, a previsão para agosto indica registros de pouca chuva ou abaixo da média na região do Matopiba, parte dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Também é previsto pouca chuva na divisa de Minas Gerais e de Goiás, assim como no leste do Mato Grosso.  É previsto para essas regiões acúmulos inferiores a 80 milímetros (mm) e, em alguns locais, não devem ocorrer registros de chuva. A tendência de chuvas acima da média é para o noroeste da Região Norte, costa leste do Nordeste, com volumes previstos acima de 120 mm. Também devem ocorrer chuvas na divisa dos estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná, assim como na parte central de Santa Catarina.

Está previsto para agosto temperaturas médias elevadas, com incidência de valores acima de 24ºC para o Norte, Nordeste, norte do Mato Grosso e centro-oeste do Mato Grosso do Sul. No leste da Região Nordeste, as temperaturas devem ser amenas devido aos dias chuvosos, com temperaturas que podem variar de 24ºC e 26ºC.

Para a Região Sul, as temperaturas mais elevadas devem ocorrer no Paraná. Em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul a tendência é de temperaturas médias entre 18ºC e 20ºC. Não está descartada a possibilidade de entradas de massas de ar frio e queda das temperaturas mínimas no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, mas também no sul de Minas Gerais e no Vale do Paraíba.

 

Fonte: Agrolink

Picture of AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email