Pesquisar
Close this search box.

Açúcar sobe em Nova York

Etanol fecha em baixa pelo terceiro dia seguido

O etanol hidratado fechou mais um dia desvalorizado pelo Indicador Diário Paulínia nesta terça-feira (6), acumulando três quedas consecutivas. Ontem, o biocombustível foi comercializado pelas usinas a R$ 2.642,00 o m³, contra R$ 2.666,50 o m³ praticado na segunda-feira, recuo de 0,92% no comparativo. No acumulado de junho, até ontem, o indicador depreciou 2,13%.

Açúcar

Já as cotações do açúcar fecharam mistas nesta terça-feira (6) nas bolsas internacionais. Em Nova York a commodity voltou a subir em todos os lotes da ICE Futures. O contrato julho/23 foi comercializado ontem a 24,58 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 18 pontos no comparativo com a véspera. Já a tela outubro/23 subiu 10 pontos, contratada a 24,29 cts/lb. Os demais lotes valorizaram entre 7 e 14 pontos.

Em Londres a terça-feira viu as cotações do açúcar branco caírem nos seis primeiros lotes e subirem nas telas de longo prazo. O contrato agosto/23 recuou 5,50 dólares, negociado a US$ 670,90 a tonelada. Já a tela outubro/23 caiu 4,10 dólares, contratada a US$ 665,80 a tonelada. Os demais lotes oscilaram entre queda de 2,40 e alta de 1,20 dólar.

Segundo operadores ouvidos pela Reuters, “o mercado continua na defensiva, com os fundos reduzindo as posições compradas devido ao clima de colheita favorável na região centro-sul do Brasil”.

Mercado doméstico

Terça-feira de baixa também nas cotações do açúcar cristal medidas pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP. A saca de 50 quilos foi negociada pelas usinas a R$ 147,83 contra R$ 148,61 de segunda-feira, recuo de 0,52% no comparativo entre os dias.

Fonte: Agrolink

AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email