Pesquisar
Close this search box.

Açúcar recua mais de 1% nas bolsas de NY e Londres nesta tarde de 4ª feira

Mercado tem pressão de um movimento de realização de lucros após testar máximas de mais de dois anos

As cotações futuras do açúcar operavam com queda de mais de 1% nas bolsas de Nova York e Londres nesta tarde de quarta-feira (18). O mercado sente pressão de um movimento de realização de lucros, após máximas de dois anos pela manhã.

Por volta das 12h27 (horário de Brasília), o açúcar do tipo bruto tinha queda de 1,24% no principal contrato na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), a 19,89 cents/lb. Já no terminal de Londres a queda era de 1,62%, negociado a US$ 551,80 a tonelada.

Na véspera, o açúcar subiu forte nas bolsas externas com suporte de um possível aperto na oferta no curto prazo, além de preocupações com a safra da Índia. Agora, porém, ajustes técnicos são registrados para o adoçante nas bolsas externas.

“Os futuros do açúcar bruto na ICE caíam nesta quarta-feira depois de atingir uma alta de dois anos e meio no início da sessão”, destaca a agência de notícias Reuters. Na sessão anterior, os preços externos ficaram acima dos 20 cents/lb.

Nos fundamentos, o mercado acompanha as expectativas positivas com a safra do Centro-Sul do Brasil 2023/24.

A Índia é a segunda maior exportadora mundial de açúcar e já contratou para embarcar cerca de 5,6 milhões de toneladas de açúcar desde que o governo disse no final do ano passado que as usinas poderiam exportar até 6,1 milhões de t até maio.

Além disso, a China, uma das maiores compradoras de açúcar do mundo, importou 6,9% menos açúcar em dezembro do ano passado em relação a um ano atrás, mostraram dados.

Por:  Jhonatas Simião
Fonte:  Notícias Agrícolas
Picture of AMVAC

AMVAC

As soluções da AMVAC proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email